FELIZ “HOMEM NOVO!” VAMOS NOS VESTIR DE BRANCO!


Por: Pr Armando Taranto Neto

Com todo o respeito às crenças e religiosidades daqueles que lerão este artigo, gostaria de fazer um rápido comentário.
Tornou-se quase uma obrigação, por força da “crença” popular, romper o ano novo vestindo-se de “Roupas Brancas”.
Acreditam que elas catalisam, imantam e atraem, forças positivas.
Pasmem! Até em algumas Igrejas (arrrfff!)
As lojas de departamentos entenderam que cultivar esta “Mandinga” bomba suas vendas; a mídia não perde a oportunidade de aumentar sua audiência propagando as várias simpatias do “Usar Branco”.
Enfim, para os supersticiosos, vale tudo para exorcizar toda a carga negativa do ano que se findou: os relacionamentos que sucumbiram, o emprego perdido, a saúde fragilizada, as dificuldades financeiras bem como todas as impossibilidades e impotências que possam, de alguma forma, ter causado alguma tristeza no ano que se finda.
É incrível como a humanidade não aprende com seus erros.
O homem não consegue compreender que a felicidade maior da auto realização não está relacionada com atividades exteriores tais como: aquilo que uso, me alimento, bebo, faço ou deixo de fazer. A verdadeira realização está em despir-se das más atitudes, pensamentos, palavras e sentimentos que infelizmente, para muitos, por estarem tão impregnados e internalizados no ser tornaram-se “vestes invisíveis”, “Lingeries” das mazelas da vida carnal, são partes intransponíveis e irremovíveis da alma.
Outros acreditam que pulando as sete ondas no romper do ano novo os conduzirá às várias fases das dimensões do lugar comum em direção à felicidade. Infeliz conclusão.
Certa vez Jesus repreendeu alguns religiosos judeus dizendo: Mateus 23:27-28
“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. Assim, também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.” (Grifo meu)
Veja como nossa exterioridade pode dizer exatamente o contrário daquilo que verdadeiramente carregamos no interior de nosso coração.
Ano velho vai, ano novo vem e não mudamos, não nos rendemos, não nos entregamos às transformações do Espírito do Senhor. O Velho Homem permanece, piorando a cada ano.
Nos reunimos nas igrejas para romper o “Reveillon”, fazemos pactos a Deus, mas nos falta a fidelidade para cumpri-los. Não os cumprimos porque somos estes religiosos repreendidos por Cristo, vivemos de aparência, somos só casca sem essência, vinho sem sabor, figueiras mentirosas, duas vezes mortas, desarraigadas; cultivamos apenas a religião rotineira sem fruto e sem vida. Somos sepulcros caiados. Ritualmente cristãos, mas essencialmente cumpridores de rotina denominacional. Externamente em conformidade, puro, bem intencionado, “limpo”, “Branquinho”, arrumado, porém, não é necessário remover a tampa para contemplar o defunto que em nós jaz, nosso hálito já o denuncia.
Feliz Homem Novo
O Homem Velho obedece aos impulsos da carne – o Homem Novo é gerado e guiado pelo Espírito…
O Homem Velho só quer receber – O Homem Novo se realiza em doar…
O Homem Velho quer ser servido – O Homem Novo quer alegremente servir…
O Homem Velho não mede conseqüências para possuir – O Homem Novo renuncia para ser feliz…
O Homem Velho se torna idoso em plena juventude – O Homem Novo permanece jovem em plena velhice…
O Homem Velho espera o socorro humano – O Homem Novo entrega-se ao socorro e provisão dos Céus. Is 61.10
Deixo para ti, meu amado, uma receita infalível para começar o ano novo e uma vida nova, Isaias 61.10:
“Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus, porque me vestiu de vestes de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como noivo que se adorna com uma grinalda, e como noiva que se enfeita com as suas jóias.”

Um 2013 cheio das bênçãos de Jesus para todos.

Feliz HOMEM NOVO!!!

Comente!

3 Comentários

  1. Gilberto Araujo de Jesus

     /  29 de dezembro de 2012

    Que benção! Que o Senhor Jesus continue lhe dando forças e sabedoria nesta sua caminhada. Abraços! Seu irmão em Cristo Gilberto. Ladário_ MS

  2. Gisa Freitas

     /  29 de dezembro de 2012

    Tremendo, somente um servo temente a DEUS e disposto a servir para escrever com tanta sabedoria esse belo texto, adorei, DEUS te abençõe irmão Taranto.

  3. Mauro Machado

     /  11 de junho de 2013

    Paz pastor.
    Acabei de ler o artigo sobre a vitória tem sabor de fel. Fiquei feliz no que tange a descobri mais um que tem esse entendimento.
    Além de pastor ( servo) sou também músico e Deus tem me agraciado com canções, porém bem diferentes das que tem rolado nesses dias.
    Vejo que o engano através das músicas tem contaminado o povo de Deus e os afastado da verdade, entretanto, como mencionei, O senhor tem levantando outros para edificar através das letras, não letrtas para agradarem o povo com falsas promessas, mas trazendo lucidez e responsabilidade no nosso papel de discípulos de Cristo.
    Em breve, disponibilizarei várias delas em um site que porei no ar, por ser totalmente contra ao comercio musical que tem acontecido hoje, todas elas estarão disponíveis gratuitamente para download, afim de que a igreja seja edificada.
    Uma amostra de uma delas.

    Verdadeiro vencedor:

    Pai tu me conhecestes antes de haver vida
    e nos teus planos me incluistes o Pai
    para ser como tu és.
    Uma aliança que não pode quebrar
    na tua palavra tens me feito acreditar,
    preciso ser totalmente teu.

    Como criança na dependência,
    mas co o homem nas decisões,
    um homem sábio que saiba escolher.

    Negando a mim mesmo para te agradar,
    no teu propósito acreditar,
    que posso ser semelhante a Jesus.

    Oh! faz-se ser como tu és,
    verdadeiramente ser um vencedor,
    vencer para ti e não para mim,
    sabendo que em Cristo eu herdo a promessa,
    de contigo reinar.

Comente!