O EVANGELHO DO COMICHÃO

comic

Por: Pr Armando Taranto Neto

Em II Timóteo 4.3-4 o apóstolo Paulo diz:
“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.”
Segundo o dicionário, comichão é : Sensação de ligeiras picadas: sentir comichão na garganta. Coceira; prurido.
Este tempo já chegou. O tempo de não suportarem a Verdade Bíblica simples e eficaz. A verdade traz incomodação, coceira nos ouvidos. É melhor, então, seguir os falsos ensinos dos mestres segundo este mundo
Quando ouvimos ou assistimos os tele-evangelistas em suas “performances” podemos comprovar que o evangelho adoecido, chamado por Paulo de “outro evangelho” está mais na moda do que nunca.
Assim como registrado em II Reis capítulo 4. 38-41, havia fome na terra e os profetas estavam assentados. Alguém então, comovido com a necessidade alheia, sai à procura de alimento. Eis que em sua busca se depara com um pé de colocíntidas (um tipo de pepino silvestre. Na Palestina existiam aproximadamente 75 espécies de colocíntidas, apenas um pequeno número poderia servir como alimento, a grande maioria era venenosa). Como o jovem que saiu “não as conhecia (v.39)” encheu a sua capa e levou para os demais, colocou numa panela grande e fez um caldo.
Ora, e não é exatamente isto que está ocorrendo com o puro e Santo Evangelho de Jesus?
Há uma grande fome na terra, como predisse o profeta Amós 8.11 e 12:
“Eis que vêm dias, diz o Senhor DEUS, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR. E irão errantes de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor, mas não a acharão.”
Infelizmente aqueles que foram chamados para alimentar o povo com a Palavra da Verdade, o Evangelho do “Comichão” transformador de Cristo Jesus estão conformados, calados, assentados, estagnados, apostatados, impotentes. E então, diante deste quadro trágico, alguém se levanta (alguns até com boas intenções acredito) para trazer alimento ao povo faminto. Como não conhecem, não tem discernimento, não foram chamados por Deus para o ministério da Palavra, criam doutrinas à partir de seu próprio histórico de vida, fazem algumas misturas bíblicas com magias, misticismo e outras iguarias espirituais venenosas. Juntam tudo. colocam numa grande panela e fazem um caldo.
Dentre tantos venenos elencamos alguns:
Triunfalismo – Ensinam que Deus te chamou para ser sempre vitorioso, que nunca ficará enfermo, nem terá tristezas na vida. Bem o Verdadeiro Evangelho, ou seja o Evangelho do “Comichão” diz completamente o contrário.

João 16.33 Jesus diz:
“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

Todos os heróis da Bíblia passaram por momentos de dor, tragédia familiar, doença, morte, martírio etc. Deus não é obrigado e não vai te dar coleção Ferraris, apartamento na Vieira Souto (área nobre do Rio de Janeiro), te fazer milionário (embora NADA seja Impossível para Deus), porque o teu líder te disse, esse não é o foco do Evangelho da Verdade. O Evangelho de Jesus requer renúncia e despossessão das coisas. Isso dói não é amado, mas é isso que a Bíblia nos diz. Neste mundo teremos aflição, lágrimas, dor, mas aqueles que tem a Cristo estarão em paz. O Senhor é o nosso Pastor e sendo assim não sentiremos falta de NADA.
Ecumenismo – Outro ensinamento pernóstico do falso evangelho é que devemos nos unir com todos os seguimentos ditos “cristãos” e formarmos, assim, uma grande igreja. Ora, cremos que a Igreja de Jesus é Única, independentemente da denominação, mas para fazer parte da Noiva de Cristo o candidato deverá cumprir todas as exigências Bíblicas Neotestamentárias, afinal Amós já deixou isto bem claro:
Amós 3.3 – “Duas pessoas andarão juntas se não estiverem de acordo?”
Misticismo e Hierofania – Este é o ensinamento que orienta os incautos desconhecedores da Bíblia e do Santo Evangelho a se enveredarem por atividades místicas tais como cultos a anjos, unções de óleo (litros de óleo), comercialização de suposta “Água ungida” do rio Jordão, perfumes que abrirão os caminhos dos desafortunados. Ensinam também que é possível consagrar objetos tornando-os imantados de poderes sobrenaturais (hierofania) ex: montes, cadeiras, óleos, chaves, tijolo, templos, etc. O Evangelho Vivo e Puro do “Comichão” NUNCA mandou ou orientou os crentes a se lavarem com as água do Jordão, nem abrir caminhos com perfumes de “Ester” (sic), carregarem lenços embebidos em suor mal cheiroso de líder algum. Muito menos polvilhar sal grosso ao redor da casa para espantar maus olhados, isto é “macumba gospel”. O que espanta o mal de nossa vida é exatamente viver uma vida santa e íntegra, pautada no Evangelho Perturbador de Cristo. Não devemos fugir da simplicidade e eficácia do Evangelho de Cristo.

Ameaças e Constrangimento – Jesus NUNCA ameaçou, fez terrorismo psicológico ou constrangeu alguém. Infelizmente, como falta argumentação e conhecimento Teológico para os líderes do outro evangelho eles tem que se utilizar destas ferramentas para aprisionarem os pobres fiéis. Estes abomináveis roubam, adulteram, se prostituem e mentem, mas sempre enfatizam em suas falácias que são “Ungidos de Deus”, e “Ai daquele que se levantar contra o Ungido do Senhor”. Bem, a Bíblia deixa claro na história de Davi, quando adulterou com Betseba, que Natã, o profeta o repreendeu e o chamou de assassino, ainda que indiretamente, e não morreu por causa disto. Na epistola aos Gálatas Paulo repreendeu Pedro francamente por seus deslizes doutrinários e não sofreu agravo algum. Mas para os pregadores do outro evangelho não interessa o Evangelho do Comichão, pois lhes expõe as feridas.
Nepotismo – Nas igrejas seguidoras do outro evangelho o ministério pastoral tem cunho hereditário. Os pastores Presidentes não dependem mais da orientação do Espírito Santo para deixarem um sucessor ministerial. É muito melhor deixar para o filho, o genro, o irmão, enfim, alguém que, de alguma forma, já faça parte do Sistema e que conheça todos os caminhos e descaminhos da dinheirama que é desviada das ofertas dos fiéis. Na verdade é bom deixar a direção com alguém que continuará lhe proporcionando os investimentos extra-eclesiásticos como compra de terrenos, viagens, etc.
Só para lembrá-los, líderes, o Espírito Santo de Deus ainda escolhe, capacita, direciona Homens de Deus a separarem obreiros e substitutos para a Sua Santa Igreja.
Atos 13.2 – “E, servindo eles ao Senhor e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.”

Mundanismo – O que vale também nas igrejas que se prega o outro evangelho não é fazer o certo, mas sim o que dá certo.
Hoje já temos notícia de igrejas que começam o culto com uma luta de MMA, isto mesmo, vale tudo. Em uma igreja dos Estados Unidos uma senhora deu início a um novo tipo de adoração, mas pasmem, louvor no estilo “pole dance”, isso mesmo, aquele poste onde as prostitutas se esfregam no prostíbulo, só que agora na igreja, na versão gospel, pode? Segundo o Evangelho do Comichão, aqueles que estão em Cristo Novas criaturas são, as coisas velhas se passaram, tudo se fez Novo, Novo mesmo.
Muito mais poderia ser dito, mas encerro com as sábias palavras do Evangelho do Comichão de Paulo em II Coríntios 11.3-4
“O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo. Pois, se alguém lhes vem pregando um Jesus que não é aquele que pregamos, ou se vocês acolhem um espírito diferente do que acolheram ou um evangelho diferente do que aceitaram, vocês o suportam facilmente.”
Eu fico com o Evangelho do Comichão, e você?

Comente!