SEGUINDO O HOMEM COM O CÂNTARO DE ÁGUA

homem com cantaro

Por: Pr Armando Taranto Neto

Em Lucas capítulo 22:8-13 está escrito:
“Jesus enviou Pedro e João, dizendo: ‘Vão preparar a refeição da Páscoa’. ‘Onde queres que a preparemos?’, perguntaram eles. Ele respondeu: ‘Ao entrarem na cidade, vocês encontrarão um homem carregando um cântaro (pote) de água. Sigam-no até a casa em que ele entrar e digam ao dono da casa: ‘O Mestre pergunta: Onde é o salão de hóspedes no qual poderei comer a Páscoa com os meus discípulos?’ Ele lhes mostrará uma ampla sala no andar superior, toda mobiliada. Façam ali os preparativos’. Eles saíram e encontraram tudo como Jesus lhes tinha dito. Então, prepararam a Páscoa.” (¹Grifo meu)
A Palavra de Deus é mesmo algo singular. A cada dia nos impressionamos com a profundidade e abrangência do Evangelho de Jesus.
A hora da morte do Senhor estava se aproximando. Os doutores da lei, sacerdotes, fariseus e saduceus estavam prontos para prender o Cristo. Sabendo disso, então, Jesus resolve celebrar a sua última ceia com os discípulos em um lugar secreto.
Dos doze discípulos identificamos três que eram íntimos com o Salvador: Pedro, Tiago e João. Pelo menos os vemos em alguns momentos importantes do ministério de Jesus tais como: a transfiguração no monte Tabor, a cura da filha de Jairo, etc.
O Messias ordena que Pedro e João preparem o local para a Páscoa, todavia os mesmos não sabem onde arranjar um local aos moldes das expectativas de Jesus. Então recebem uma orientação um tanto inusitada, deveriam entrar na cidade de Jerusalém e procurarem um homem carregando um cântaro de água, encontrando-o não perguntariam nada, somente seguiriam-no até o local e lhes seria mostrada uma “ampla sala no andar superior, toda mobiliada”.
Você está compreendendo o que é que Jesus está querendo nos ensinar nesta simples passagem?
Jesus tinha seguidores secretos e anônimos que obtinham informações sigilosas na cidade de Jerusalém. Os próprios discípulos que gozavam de intimidade estreita de Jesus não sabiam onde seria celebrada a Páscoa, mas o “Homem do Cântaro de Água e o Dono da Casa” sabiam.
Não era serviço dos homens, na época, carregarem cântaros de água, esta era uma atividade restrita às mulheres, sendo assim, não foi difícil encontrar o “Guia” que os levaria até seu destino. Hoje também não é difícil encontrar ou mesmo ter um encontro com o Homem do Cântaro de Água, Ele está clamando pelas ruas e pelas praças, ainda que de forma anônima o Caminho para a Festa com o Salvador.
Assim também acontece em nossa vida espiritual, a grande Sala Mobiliada no Andar Superior é o lugar da celebração da Ceia, o lugar da Comunhão onde receberemos do Pão e do Vinho diretamente das mãos do Mestre.
Interessante que não precisaram perguntar nada ao homem do cântaro, era só seguí-lo. Este homem com o Cântaro de Água é uma representação do Espírito Santo de Deus, pois é ele que nos guia em toda a Verdade : Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Jo 16.13,14
Erraríamos menos se deixássemos de seguir nossos próprios instintos carnais e humanos e procurássemos seguir o Homem com o Cântaro de Água. Cuidado para não ir parar em um lugar errado. Teríamos muito menos frustrações ministeriais se fugíssemos dos holofotes e mergulhássemos numa jornada de aprendizado com o “anônimo” Homem do Cântaro”, Ele sabe o caminho.
Por vezes temos em nossas igrejas os diplomados, os doutores, mestres etc, muito conhecidos, mas infelizmente não procuram encher seus cântaros com a Água Viva da Fonte, são meros repetidores, homens e mulheres que nunca tiveram uma experiência mais profunda com o Mestre dos Mestres. Sobre eles falou Jeremias: “O meu povo cometeu dois crimes: Eles me abandonaram, a mim, a própria Fonte de Água Viva; e tentaram cavar as suas próprias cisternas, poços rachados que não conseguem reter a água.
Estão cheios de si mesmos, orgulho, presunção e conhecimento secular, mas deixaram de beber da Fonte da Vida.
São os anônimos que desprezamos no Corpo de Cristo que terão uma palavra de Vida para nós; são desconhecidos dos homens, mas agentes secretos do Senhor que conhecem o caminho para o lugar do encontro com o “Dono da Casa”.
Outro detalhe maravilhoso do episódio é que o local reservado por Jesus era uma sala “ampla”, mobiliada e no “andar Superior”. O lugar preparado para a Ceia era amplo porque profeticamente Cristo estava nos dizendo que há lugar para todos na Casa do Pai. A mobília nos fala dos cuidados que o Senhor dispensa para a Sua Igreja quando pensa nos detalhes para a nossa satisfação completa. Note, também, que a Sala ficava situada no andar Superior, uma demonstração que aquilo que o Pai preparou para nós é superior, está acima de tudo aquilo que o mundo possa nos oferecer. Não há enfeites, velas, rituais, imagens e nem mesmo um homem à frente, pois este lugar será dirigido pelo Bom Pastor Jesus Cristo.
Na verdade o apóstolo dos gentios, Paulo, teve uma revelação em espírito sobre este lugar: I Coríntios 2: 7-10
Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
Levante-se agora e siga o Homem do Cântaro de Água e seja feliz.

Comente!

1 Comentário

  1. Antonio

     /  26 de dezembro de 2015

    Amém!!! Guiados pelo Espírito Santo.
    Um abraço Pr Taranto.

Comente!