SOU EU O TRAIDOR SENHOR?

judasi

“INSIGHT” – Em Lucas capítulo 22 e versículo 23 está escrito: ” – …E começaram a perguntar entre si qual deles seria o que havia de traí-Lo…” Era a última refeição de comunhão com Seus discípulos, não era uma hora apropriada para falar sobre Sua traição. O que me fascina em Jesus é que, quando Ele quer nos falar a verdade Ele não escolhe hora e nem lugar, doa a quem doer. O que estava em jogo aqui era a fidelidade dos discípulos frente às adversidades do Reino de Deus. Judas se vendeu por 30 moedas de prata. Infelizmente os “Judas” hoje se vendem por muito menos. Traímos a Jesus de várias maneiras: quando deixo de ser cooperador com minha Congregação local, quando sou negligente com meus filhos e esposa, quando as mulheres e homens mais novos (as) passam a ser o nosso sonho se “consumo”, a despeito de sermos casados (as), quando passo a mercadejar a Palavra do Senhor estabelecendo preços seja para louvar ou Ministrar, quando me deixo dominar por ciúme e tento apagar a chama e os ânimos daqueles que, com todo amor e disposição, fazem o que eu não quero mais fazer no Reino de Deus, quando uso as finanças da Igreja, que são oriundas dos esforços de irmãozinhos pobres e desprendidos para usufruto egoísta particular, quando transformo a Igreja em um cabide de empregos e arranjo um “lugarzinho ao sol” para toda a patota mafiosa do “sistema”, quando faço compras, viajo a passeio turístico, frequento restaurantes caríssimos por conta da Igreja, quando transformo a Igreja num parque de entretenimentos, etc. A Palavra que Jesus tem para os Judas é: “O que tens que fazer, faça-o depressa”. Se você escolheu viver teu “Paraíso existencial” aqui na terra você escolheu a morte. Quanto a mim, prefiro a cruz, a dificuldade de viver a vida no limite, mas ter a companhia do Cristo. Errariamos muito menos em nossa jornada de fé se, ao invés de procurar os “Judas” traidores, perguntássemos com humildade ao Senhor: ” – Senhor porventura sou eu o traidor?”. Que o Pai nos ajude.

Comente!