Você é um Pregador do Evangelho ou um Profissional da Fé?

Por: Pr Armando Taranto Neto

Uma vez mais o Espírito Santo de Deus nos incomoda a fazer uma reflexão. Estamos cumprindo ao ide do Senhor como ensinadores das Santas Escrituras com um sentimento de abnegação e alegria ou como um profissional que, independentemente da vocação, fazemo-lo por um interesse mercadológico, humano e dissociado dos propósitos Divinos?
Vejamos os principais contrastes entre um Pregador do Evangelho e de um Profissional da Fé:

Pregador do Evangelho prega o que agrada ao Senhor;
Profissional da Fé gosta de uma mensagem que agrada ao auditório;
Pregador do Evangelho tem uma mensagem Cristocêntrica e o foco sempre é a Cruz;
Profissional da Fé tem sua mensagem voltada para o homem, por isso passa o maior tempo citando Freud, Platão, Durkheim, etc..;
Pregador do Evangelho sabe que durante sua prédica quem deve chamar a atenção é a Palavra de Deus;
Profissional da Fé se deleita na chamada “Griffe de Pulpito” com aqueles sapatos de três cores, ternos espalhafatosos, relógios dourados, anéis referentes a “Supostas” graduações, abotoaduras, camisas frisadas de cores berrantes e combinações circences, afinal, quanto mais aparecer, pensam eles, mais ficará gravada a sua imagem;
Pregador do Evangelho tem prazer em testemunhar do que o Senhor fez;
Profissional da Fé é conhecido por sempre dizer o que fez para Deus;
Pregador do Evangelho faz a obra em qualquer lugar que o Senhor mandar, não se preocupando com o tamanho do auditório e nem se haverá reconhecimento por conta dos ouvintes, pois ele sabe que é cuidado por Deus;
Profissional da Fé tem restrições, não aceita convites para “ministrações” a qualquer tipo de auditório, entenda-se por “tipo” dimensões do templo, etnias (raças) e localizações geográficas;
Pregador do Evangelho sempre chega em seus compromissos antes do início do culto;
Profissional da Fé faz questão de chegar atrasado ao culto, afina ele é a “estrela” da noite, todos devem vê-lo adentrar pelo corredor central envergando toda sua fantasia de “Conferencista” bem como sua malfadada “Maleta Prateada” (aarrrrffff!!!!!)
Pregador do Evangelho é resignado, chora pelas almas e sofre calado;
Profissional da Fé é mercenário, desdenha das almas e a cada convite recebido contabiliza seus lucros;
Pregador do Evangelho é responsável com sua agenda, a não ser por força maior, uma vez assumido o compromisso comparecerá;
Profissional da Fé é irresponsável, sua agenda pode ser alterada facilmente, dependendo dos leilões das “”””Ofertas”””” , quem der mais leva;
Pregador do Evangelho foge da fama, sua natureza não se adapta aos holofotes;
Profissional da Fé é amigo da visibilidade, a fama é sua meta, seu cartão de apresentação é uma “Egolatria” com chamas, poses, caras e bocas, mas lhes falta a unção;
Pregador do Evangelho tem uma referência, Cristo Jesus;
Profissional da Fé sempre tem uma referência pior do que si mesmo.
Mas o que mais me agrada é que tudo isso um dia terá um fim, como registrado em Mt 25.34ss
Pregadores do Evangelho ouvirão dos lábios do próprio Senhor e Salvador Jesus Cristo:
“Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;”
Quanto aos Profissionais da Fé… bem, você sabe para onde eles vão!
Que Deus te abençoe.

Comente!

3 Comentários

  1. Sérgio Antonio Bandeira

     /  13 de julho de 2012

    Paz chefe.
    Oro para que o Espirito Santo continue lhe “incomodando”, para escrever estas verdades, tão necessárias em diria em todos os tempos, mas especificamente neste tempo, nós precisamos de homens como Pedro que não negociam a unção e que traferem a honra e glória a quem de direito, ou seja, à JESUS, o Autor e Consumador da nossa fé. E tem mais, ainda lembro de muitas mensages suas, pregadas aqui em Itajaí e agora não podia ser diferente, pois lembrei daquela sobre João Batista:
    * Sua cabeça, vale mais que metade de um reino
    * Sua plataforma de preparação e púlpito – O deserto
    * Tinha uma Mesagem – Não sua, mas do Reino de Deus
    * Não mudava a mensagem de acordo com a plateia
    * Nunca se importou com a sua grandeza, antes dizia, importa que Ele (Jesus), cresça e eu diminua.
    Deus continue lhe abençoando grandemente com toda a sua família.

  2. Amado irmão Sergio. Estas palavras de carinho vindas de ti tem um significado muito especial para o teu servo. Eu bem sei do que vai em teu
    coração amado. Às vezes não influenciamos com palavras, mas nossas atitudes discursam por nós. Peço ao Senhor que continue lhe abençoando
    a cada dia bem como à sua amada familia. Um grande abraço em ti e aos amados irmãos de nossa bela Itajaí. Oreis por nós.
    Teu sempre servo Pr Taranto.

  3. João Paulo Moura

     /  14 de julho de 2012

    Muito bom esse artigo Pastor, queremos o ver novamente em Balneário Camboriú.

Comente!