QUAL EVANGELHO VOCÊ PREGA? O CERTO? OU O QUE “DÁ CERTO?”

JESUSS

Por: Pr Armando Taranto Neto

Está registrado na epístola aos Gálatas 3.1-3:

1. Ó insensatos gálatas! Quem vos fascinou a vós, ante cujos olhos foi apresentada a imagem de Jesus Cristo crucificado?
2. Apenas isto quero saber de vós: recebestes o Espírito pelas práticas da lei ou pela aceitação da fé?
3. Sois assim tão levianos? Depois de terdes começado pelo Espírito, quereis agora acabar pela carne?

No texto acima, contextualmente falando, o apóstolo Paulo estava repreendendo aos cristãos da Galácia por deixarem de viver e ensinarem o Evangelho genuíno em troca um outro defendido pelos inimigos da Cruz de Cristo, denominados judaizantes.
Os judaizantes eram judeus que, supostamente, se convertiam ao Evangelho, mas ainda continuavam vivendo segundo os rigores da Lei e ordenanças das tradições judaicas, o que era completamente incoerente com a nova perspectiva anunciada pelas Boas Novas de Jesus.
Paulo usa no versículo 1 o termo “- …quem vos fascinou…”, em outras versões mais próximas do original grego “εβασκανεν
” (ebascanen), podemos ler: “…quem vos enfeitiçou…”.
Na verdade, hoje existe um outro evangelho concorrente com o Evangelho da Cruz de Cristo que tem causado um fascínio, um feitiço em muitos. E este fascínio, este feitiço é de tal magnitude que o “outro evangelho”, o falso, passou a ser a palavra oficial em muitas igrejas.
Descobriu-se que o evangelho do “feitiço” dá certo, enche igrejas, arrebata corações; e dependendo da “performance” de quem o utiliza pode até mesmo arrancar lágrimas daqueles que ouvem. O evangelho do feitiço transforma igrejas e ministérios sem expressão em mega templos, pastores que outrora simples homens de Deus devotados às almas carentes em tele-evangelistas com agendas lotadas e que não tem mais tempo para orar, estudar e confortar corações contritos.
Se você resolveu ser pregador do evangelho do feitiço, aquele que dá certo, aquele que não toca no cerne das podridões da alma, do pecado, da hipocrisia, as portas vão se abrir para ti. Viagens nacionais, internacionais, mega eventos, muita mídia, tudo regado a muita churrascaria, badalações, bajulações, gordas prebendas, agenciadores, cartazes dignos de um pop star gospel com direito a caras, bocas e poses. Para ser sincero não vai faltar nada, nem mesmo o assédio e clamor das fãs ou dos fãs. Você terá direito a estabelecer o valor de suas mandingas gospel, você terá um site (nada contra eu também tenho) e você estará na capa envolto em chamas, grande platéia para que todos saibam que realmente você agora é o cara, chegou a sua vez. O pior de tudo é que você vai acreditar nesta baboseira toda. Você e todos aqueles que te ouvem estarão perdidos. Mas……
Se escolheste pregar, ensinar e viver o Evangelho certo, por incrível que pareça, tudo vai começar conspirar contra ti. Você vai viver no limite, terá que entrar em um processo de constante auto-negação, não haverá mídia para ti nem aceitarão aquilo que você ensina ou prega. A liderança, aquela mesma que não pensa duas vezes para investir nos pregadores da “mandinga gospel”, serão os primeiros que se levantarão contra ti. Muitas portas se fecharão, tirarão o teu cargo, tentarão te calar te expulsar, “congelar”, te colocarão no calabouço. O Evangelho certo esvazia a igreja dos hipócritas e a enche da Glória de Deus. No final crerão naquilo que você ensina e vive, pois o Senhor estará contigo confirmando todas as verdades da Palavra.
Finalizo, então, fazendo minhas as palavras do maior pregador do Evangelho Certo da Cruz de Cristo que já existiu, Paulo o apóstolo: I Co 9-16

“Ai de mim se não pregar o evangelho!”

O Certo, não o que “Dá Certo! A escolha é sua. Deus te abençoe.

Comente!